Crítica: Cadê Você, Bernardette? (2019)

cade você,bernardette poster

Cadê Você, Bernardette? poderia ser um filme que discute melhor as questões que propõe ao longo da trama…

Data de lançamento: 7 de novembro de 2019

Direção: Richard Linklater

Elenco: Cate BlanchettBilly CrudupKristen Wiig

Bernardette (Cate Blanchett) é uma mulher que passou por um trauma pessoal que a fez ficar reclusa e com ansiedade social. Quando sua filha deseja fazer uma viagem à Antártica, Bernardette fica preocupada só de pensar na possibilidade de ficar rodeada por muitas pessoas e acaba optando por sumir.

Já de início o filme propõe a explicar como a vida de Bernardette foi mudada por conta de sua ansiedade. O roteiro explica a história da personagem, mostrando ela ser uma prodígio da arquitetura,como conheceu seu marido e o nascimento de sua filha. Mas falha ao alternar demais as perspectivas, já que o motivo dela ter esse transtorno fica somente no subjetivo, dando espaço para subtemas desinteressantes.

O foco do longa em sua grande parte se dissipa no como a sociedade lida com as condições de Bernadette, mostrando desde suas vizinhas Audrey (Kristen Wiig) e Soo-Lin (Zoe Chao) não gostando dela por não participar de sua comunidade, até seu marido Elgie (Billy Crudup) tentando a forçar a fazer terapia por meio de uma intervenção desnecessária.

Dois Papas l Trailer divulgado mostra conflito dentro da Igreja

Um dos pontos positivos do longa é mostrar uma relação bem construída entre Blanchett e Emma Nelson que interpreta sua filha , mostrando uma química interessante, que se destaca ao mostrar como o amor de mãe faz com que Bernadette se esforce muito, independente de sua condição.

O maior ponto negativo do filme fica por conta de seu ritmo. Ao entregar um roteiro reduntante no primeiro ato, o segundo e terceiro parecem corridos e inconclusivos, tirando todo o peso de desenvolvimento da personagem de Blanchet.

Cadê Você, Bernardette? poderia ser um daqueles filmes leves, divertidos que ao mesmo tempo possui discussões importantes porém parece que isso é deixado de lado ao focar demais em suas subtramas.

Galeria:

Trailer:

Compartilhar: