Crítica: Angry Birds 2 (2019)

Angry Birds 2 é um longa extremamente bonito esteticamente,  que surpreende com um humor que pode ser tanto para crianças, quanto para adultos

Data de lançamento: 3 de outubro de 2019 

Direção: Thurop Van Orman

Elenco: Marcelo AdnetFábio PorchatGuilherme Briggs

Sinopse:

Depois de Red conseguir impedir o sequestro dos ovos da ilha dos pássaros, ele acaba ganhando o status de celebridade. Mas quando a ilha dos porcos pede trégua por conta de ataques constantes feitos por uma terceira ilha misteriosa, o pássaro deve superar seu orgulho e aprender que o trabalho em equipe recompensa mais do que o egoísmo e a prepotência.

Angry Birds 2 é um filme que tem uma premissa bem simples. Com diversas referências aos jogos já lançados pela Rovio mas poucas menções ao primeiro longa, o filme se estrutura em torno de uma guerra declarada por uma terceira ilha que até então era desconhecida por todos.

O roteiro se aproveita do sucesso de Red devido aos acontecimentos do primeiro filme, para mostrar falhas no caráter do personagem, ele nunca havia sido reconhecido nem admirado, mas ao lidar com isso tudo ao mesmo tempo, ele se torna egocêntrico e prepotente, problemas que são muito reais e falam com a parcela mais velha que for assistir o filme.

Isso é uma característica ótima de um texto que muitas vezes é incisivo e ácido, sem perder as piadas de riso fácil, ou todo o tom lúdico que um filme de animação costuma ter.

Além disso, Angry Birds 2 é um filme impressionante em seu aspecto técnico, ele é bonito e muito bem feito, com muita fluidez que ajuda em várias das piadas do filme que dependem do aspecto visual.

Já a dublagem brasileira é algo maravilhoso no filme, com nomes como Marcelo Adnet, Fábio Porchat e  o lendário Guilherme Briggs, o filme ganha muito em seu tempo cômico e todos no elenco estão em um nível ótimo.

O defeito do filme, se encontra no seu ritmo, que acaba se perdendo as vezes, focando demais em coisas desnecessárias que atrasam o desenvolvimento do filme. Isso impacta no terceiro ato que é bom, mas com uma resolução extremamente corrida.

No fim, Angry Birds 2 é um filme muito divertido, que aproveita de todas as qualidades que fazem um filme de animação bom, mesmo que possua um final um tanto quanto apressado. Esse é um ótimo exemplo da sequência que acaba sendo muito melhor que o original.

Galeria:

Trailer:

Compartilhar: