Crítica: O Doutrinador (2018)

o doutrinador

Em época de eleição, com vários casos de corrupção nas mídias, nos surge o filme do “O Doutrinador”, baseado na HQ Luciano Cunha.

Lançamento 1 de novembro de 2018
Direção: Gustavo Bonafé

Sinopse:

Miguel (Kiko Pissolato) é um agente federal da “D.A.E.” (“Divisão Armada Especial”), altamente treinado e perito em armas. Após experimentar um trauma, ele parte para uma jornada pessoal de vingança, assume a identidade de um vigilante mascarado. O “Doutrinador” resolve fazer justiça com as próprias mãos exterminando políticos e donos de empreiteiras corruptos.

Agora, seu maior objetivo é combater uma quadrilha de políticos e bandidos que tomaram a frente da política brasileira e passaram a governar o país pensando apenas em seus próprios interesses.

Em época de eleição, com vários casos de corrupção nas mídias, nos surge o filme do “O Doutrinador”, baseado na HQ Luciano Cunha. O filme é uma produção diferente do que estamos acostumados com nosso cinema nacional. E ele realmente pode ser considerado como um ótimo filme.

Ele tem toda a pegada dos filmes de ação de Hollywood. Com intrigas, lutas, armas e bastante violência. E é um herói que é o reflexo dos brasileiros que estão cansados de toda a corrupção na política. Depois de perder a filha em uma negligência médica, especificamente por falta de verba do hospital, não tem como não se revoltar junto ao personagem.

Apesar das comparações com o Justiceiro, nosso herói vai atrás de onde está o verdadeiro problema, nos políticos. E ele não poupa esforços pra completar seu objetivo.

Destaque para Kiko Pissolato que está muito bem no personagem e consegue transpassar a raiva e cansaço do personagem, fora as cenas de ação que estão muito boa.

O Doutrinador é uma surpresa muito boa para o cinema nacional, com filmes de super-heróis baseado em HQ (Nacional) e com certeza vai abrir as portas para novas produções, e quem sabe, até algum universo compartilhado ?

Galeria:

Trailer:

25 anos, Aquariano total do contra, Capoeirista, amante de filmes de terror e viagens no tempo. Não pode ver doce que já quer atacar.

Compartilhar: