Crítica: Parasita (2019)

Parasita é um filme com um roteiro bem inteligente, e que faz jus à seu nome, mas que tropeça em um terceiro ato resolvido de maneira simples e sem peso

Data de lançamento: 7 de novembro de 2019 

Direção: Joon-ho Bong

Elenco: Kang-Ho SongWoo-sik ChoiPark So-Dam

Sinopse:

Kim Ki-woo é um garoto inteligente mas passa por dificuldades junto à sua família. Quando seu amigo pede para ele ser tutor de Park Da-hye enquanto estiver fora, Ki-woo enxerga nisso uma oportunidade de ouro de crescer na vida…Mas de uma maneira diferente.

Parasita é um longa com um texto inteligente, ambientado na Coréia do Sul, que mostra a desigualdade social gritante presente na sociedade. O desenvolvimento no primeiro ato é importante para se entender qual o papel de cada personagem em um plano maior.

Algumas das características da família principal são apresentadas de maneira sutil, mas acabam retornando para o segundo ato de maneira que o público fica estagnado pensando ‘isso realmente faz sentido’.

A direção mantém o filme interessante, mostrando além da desigualdade já citada, a inteligência de seus protagonistas que vão cada vez ganhando mais espaço sem soar como algo forçado. Com cortes muito interessantes, o filme tem um segundo ato bem dinâmico e divertido que deixa o espectador preso na poltrona com as possibilidades de algo sair do controle, em conjunto com uma trilha sonora que só pode ser descrita como primorosa.

Em conjunto com esses fatores, a atuação de todos no elenco principal é ótima. Desde momentos mais tensos, até os mais descontraídos, todos estão muito bem no papel e contribuem para um ritmo ótimo no longa…até seu terceiro ato.

O último ato de Parasita conta com alguns plot twists e mudanças no tom da obra…mas isso soa corrido e mal desenvolvido, já que os personagens passam por mudanças e o filme termina antes de tudo isso sequer ter tempo para ser digerido.

Por fim, Parasita é ótimo, inteligente, instigante e divertido, mas que termina de maneira amarga deixando todo mundo com o pensamento de que falta algo para o longa ser perfeito.

Galeria:

Trailer:

Compartilhar: